-->
Paleta de Maquiagem

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

5 coisas 12 vezes

Iae galere,

Eu vi no blog da Paula Cipriani esse post e eu achei incrível e resolvi fazer também, pra gente se conhecer mais e dar boas risadas!

Imagem via

5 coisas que normalmente eu digo:
  1. Muito que bem
  2. Ai meu Deus
  3. Como assim
  4. YUKE
  5. To com fome
5 coisas que me fazem rir:
  1. O filme Minha mãe é uma peça
  2. Meu namorado
  3. Conversas sobre a adolescência com a Ana
  4. Rick e Morty
  5. Ver meu namorado jogando League Of Legends
5 coisas que geralmente eu penso
  1. No futuro
  2. Em viagens 
  3. Estudos 
  4. Compras
  5. Aprender coisas novas
5 coisas que eu normalmente sonho a noite
  1. Futuros distantes
  2. Universos paralelos
  3. Que estou vivendo em um jogo de video game
  4. Com o meu cotidiano
  5. Com situações ruins, inclusive acordo chorando
5 coisas que poucas pessoas sabem sobre mim
  1. Já repeti de ano 3 vezes no colégio
  2. Não gosto de pizza
  3. Eu não tenho muita paciência pra teimosia 
  4. Sou grossa mas sou sensível
  5. Eu sou APAIXONADA pela trilogia Planeta dos Macacos
5 coisas que eu amo fazer:
  1. Passear no shopping 
  2. Sair pra comer 
  3. Fazer compras
  4. Viajar
  5. Ver séries/filmes
5 coisas que eu quero que aconteçam antes do ano acabar
  1. Mobiliar meu quarto inteiro
  2. Viajar só eu e o @
  3. Juntar todo o dinheiro que eu me propus a guarda
  4. Atingir minha meta em relação ao meu corpo
  5. Iniciar meus estudos na faculdade
5 coisas que eu gosto de comprar fora do Brasil
  1. Maquiagem
  2. Itens de papelaria
  3. Utilidades domésticas
  4. Bolsas/necesséries
  5. Acessórios para as unhas
5 coisas que eu sinto falta no meu guarda-roupa
  1. Vestidos
  2. Shorts jeans
  3. Mais blazzers
  4. Jeans detonado
  5. Macaquinhos
5 coisas que cheiram maravilhosamente bem:
  1. Meu namorado
  2. O perfume Dolce Gabbana The One
  3. Chuva
  4. Sorvete de chiclete
  5. Cebola (me julguem)
5 coisas que quero ser melhor fazendo:
  1. Blogar
  2. Planejamento financeiro
  3. Cozinhando
  4. Na minha carreira 
  5. Lidando com a minha família
5 coisas que fazem de mim o que eu sou:
  1. Meu humor agridoce
  2. Meu jeito sincerão e sensível 
  3. Minha paciência 
  4. Minha fé
  5. Minha persistência
E para tornar essa tag ainda mais legal, eu desafio todas vocês a fazerem também e me manda mensagem pra me mostrar!

Beijos <3 

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Sobre aceitar meu corpo

Iae galere, 

Eu sempre tive muita dificuldade em aceitar meu corpo, quando eu era criança por questões raciais mesmo, eu negava muito ser negra, isso mesmo eu negava. Na medida que eu fui crescendo, eu fui entendendo das questões raciais da vida, entendendo que a cor da minha pele não era um problema, o problema era quem me fazia pensar que era ruim ser negra. Com a adolescência eu comecei a me cobrar mais pelo corpo que estava se formando e hoje com 22 anos eu comecei agora aceitar meu corpo. 

Com a medida que o tempo passa e vamos vendo os "corpos perfeitos" de algumas influencers, muitas pessoas se sentem cada vez mais mal com o seu corpo, gostando cada vez menos de si, eu já me senti assim e é normal. Hoje eu to aqui para falar sobre aceitação, como eu me aceitei e encontrei minha auto estima.

Imagem via

Como eu falei, na minha infância eu me sentia horrível por ser negra e eu negava a cor da minha pele, minha família teve inúmeras conversas comigo sobre o assunto e eu me lembro perfeitamente de chorar, porque de alguma forma haviam colocado na minha cabeça que somente as meninas brancas e de cabelos lisos eram bonitas, e eu sou negra e meus cabelos naturais são enrolados. Hoje eu consigo lembrar disso e rir da minha inocência. 

Fui crescendo e entendendo que ser negra não era motivo de vergonha e sim de orgulho, mas não aceitava de jeito nenhum meu cabelo, meus cachos eram pra mim motivo de vergonha, eu achava ele feio e queria de toda forma alisar e com 15 anos eu alisei, foi também quando meu corpo estava se formando cada vez mais rápido, algumas pessoas diziam que meu corpo estava ficando bonito e eu não aceitava, porque eu queria ser igual as adolescentes da tv. Com seios grandes, sendo que os meus são pequeno e eu tinha MUITA vergonha de usar uma blusinha decotada por isso. Foi nessa época também que a minha dermatite voltou a atacar e minhas pernas começaram a ficar com manchas escuras por conta da disso e eu parei de usar saias, vestidos e shorts.. 

Chegou um tempo que eu comecei a pensar que eu nunca iria arrumar um namorado, por causa da minha aparência física e comecei a pensar que os garotos que eu ficava estavam "me fazendo um favor" e que eu nunca conseguiria algo melhor (?). Eu tive um namoradinho que eu nunca gostei realmente dele, mas na minha cabeça eu achava que não iria conseguir um outro namorado. Um dia me dei conta e terminei e nunca conseguia me sentir bem, aconteceram outras coisas das coisas me frustaram muito mais e o pouco de auto estima que eu tinha foi embora. 

Muitas outras coisas aconteceram depois disso, comecei a namorar novamente e mesmo assim com dificuldade de lidar com o meu corpo e a dermatite com o tempo vem piorando e eu não tenho convênio médico, dependo de saúde publica e incrível como nunca consigo a minha consulta com o alergista. Mas de uns tempos pra cá comecei a me questionar: "Porque eu tenho tanta vergonha assim?", turu bem eu não sou perfeita e tão pouco esbelta, sou magra, fora de forma, minhas pernas são manchadas e eu tenho estrias, mas eu entendi que eu tenho que aceitar meu corpo do jeito que ele é; não é e não tem sido uma tarefa fácil, principalmente com digitais influencers com corpos "perfeitos"(com cirurgia) e a mídia nos empurrando um determinado padrão torna mais difícil.

Mas eu sigo aprendendo a me aceitar e não ficar com tantas neuras, tenho a perna manchada sim e aí? Nada que com paciência eu não consiga dar um jeito. É um processo difícil sim, não dá pra negar isso, mas é necessário e todos nós devemos caminhar para isso. A aceitação é uma das coisas mais importantes para a nossa saúde mental.

E vocês como lidam com a autoestima e aceitação do próprio corpo? 

Beijos <3


quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

TOP 5 séries favoritas! [ e uma extra ]

Iae galere! 

Eu amo assistir séries e estou sempre querendo conhecer séries novas, infelizmente hoje minha rotina anda bem corrida e eu tenho que assistir uma série por vez, ou seja, ACUMULOU UM MONTE. Mas turo bem. 

Decidi fazer meu TOP 5 das minhas séries favoritas (e uma extra) para compartilhar com vocês, espero que gostem das indicações e se já acompanham alguma delas me conta pra gente conversar sobre (e me façam indicações também!) 

  • Grimm 
Imagem via

Grimm foi uma série de TV norte-americana de ficção e suspense policial, sim foi, porque pra minha tristeza ela já foi cancelada. 

Ela conta a historia do detetive investigador Nick Burkhardt que trabalha no Departamento de Polícia de Portland, ele vê sua vida ser transformada e virada do avesso quando ele descobre que ele é descendente dos Grimms, que nada mais é uma linhagem que mantém o equilíbrio entra os humanos e os Wesens, que são criaturas mitológicas que aos olhos de um humano comum são pessoas normais na aparência, mas que na verdade possuem outra identidade que só os Grimms enxergam sem que eles deixem serem vistos, para os outros só se eles permitem e ao longo da série, Nick vai travando batalhas contra todo tipo de wesens com a ajuda do Monroe ♥ (que é um Wesen!) e do seu parceiro, detetive Hank Griffin

Imagem via

Então tá, vamos supor que não existe contos de fadas, tudo é real.. Eai? Grimm se trata disso. A série é uma releitura dos contos de Grimm que inspiraram os contos de fadas. Tanto que o primeiro episódio inteiro é uma referência maravilhosa, assim como existem muitas outras ao longo da série. 

Os wesens são divididos em tipos de raças, então cada um tem seu "nome", um exemplo disso são os lobisomens que são na verdade os Blutbad, as bruxas são as Hexenbiest (..) são todos muito bem detalhados no desenrolar da série, com suas características, costumes e padrões. Confira aqui uma lista com todos os Wesens da série.

Os contos são contados de um modo mais perigoso e o melhor, real. Exatamente o que procuramos, autenticidade. É uma série com muita historia e ela é bastante envolvente também, eu recomendo pra todo mundo! 


Imagem via
  • How I Met Your Mother

Imagem via

How I Met Your Mother foi um sitcom estadunidense de humor excêntrico, sim foi, porque essa também já foi cancelada. 

No ano de 2030 o arquiteto Ted Mosby está contando aos filhos como ele conheceu a mãe deles, ele volta no tempo para 2005 e relembra suas aventuras amorosas na buscas pela mulher dos seus sonhos e ao longo dos anos, ele aproveita e conta também sobre suas aventuras com seus amigos, o Marshall Eriksen, Lily Aldrin, Robin Scherbatsky e o icônico Barney Stinson (please!) 

A série é divertida, no final das contas como ele conheceu a mãe não importa tanto assim e sim as histórias controversas ao tema, que são muito mais divertida. Se o objetivo da série era te fazer ter um mix de sentimentos e se identificar, eles atingiram o objetivo com sucesso. Você ri, se emociona, se apaixona pelos personagens e é o tipo de história que você acaba se identificando com uma ou outra situação.

Imagem via

HIMYM não é apenas mais uma série de comédia americana, o motivo do sucesso dessa série vai além das situações embaraçosas que vão se desenrolando.

Os personagens tem cada um sua personalidade marcante e são bastante singulares, com seus defeitos e suas qualidades. Os valores e atitudes, pensamentos e personalidades, tornam a atração mais forte do espectador em relação a história. Por mais singulares e complexas que sejam, as cinco personalidades, mostram da maneira mais forte que tem o modo como as pessoas lidam diferente com seus problemas e emoções


  • Westworld
Imagem via

Westworld é uma série de televisão estadunidense baseada no filme de 1973 de mesmo nome e se trata de um futuro tecnologico

"Você já questinou a natureza da sua realidade?" frase tirada diretamente da série, Westworld conta a história de um parque de diversões com a temática de Velho-Oeste onde você chega de trem numa cidade que se estende por quilômetros e que é povoada por androides e são chamados de anfitriões, são programados em suas narrativas, que são pensadas, elaboradas e muitas vezes repaginadas e modificadas, para que os visitantes se sintam a vontade e aproveitem a sua experiência da maneira mais confortável e intensa possíovel.

Os visitantes, podem fazer o que quiserem com estes anfitriões, cujo quais tem a aparência de um humano, sem falhas e imperfeições. E esse "podem fazer o que quiser" e isso inclui relações sexuais, matar, estuprar e o que a sua imaginação lhe permitir, e com a plena certeza de que nenhum deles irá revidar e nem haverá consequências. Toda noite, os androides são reiniciados e suas memórias apagadas e voltam no outro dia para reviver o mesmo papel na narrativa, e se morrem durante o enredo, voltam no outro dia como se nada nunca tivesse acontecido.

Imagem via

O que faríamos se existisse um lugar como Westworld? É o que eu fiquei me perguntando quando acabei de assistir a série. Quem assistiu 12 horas pra sobreviver/Uma noite de crime e ficou se perguntando o que faria se aquilo fosse possível, é a mesma sensação. Um lugar aonde poderíamos ser livres e deixar a nossa natureza agir e assumir completamente o controle, sem punições, descobrir sua verdadeira essência. 

É uma série MUITO interessante, instigante. Tem uma fotografia maravilhosa, com uma bela dramática e com muito suspense. Impossível assistir e não ficar se perguntando "qual é a desse homem de preto?" (que é meu personagem favorito por sinal). É uma série recheada de segredos e que dá para criar muitas teorias em cima dela e se confundir também. 

Imagem via
  • Stranger Things
Imagem via

Stranger Things é uma série americana de ficção cientifica e suspense, original Netflix
A história se passa em uma cidade do Estado de Indiana, Hawkins, na década de 80 e conta a história de Will Byers que desaparece no caminho de volta pra casa, depois de passar o dia jogando Dungeon and Dragons, um jogo de RPG com os amigos. Na manhã seguinte, seus amigos Mike, Dustin e Lucas vão procura-lo e encontram uma menina com a cabeça raspada, a Eleven e a partir disso muitos mistérios e coisas sinistras vão tomando conta da série

 Imagem via

A série sem sombra de dúvidas é MARAVILHOSA, assisti ela em um dia mesmo. Tem uma cara de filme adolescente dos anos 80, é recheada de referências, como Aquivo X, E.T., Poltergaeist, Goonies e etc. É sim uma série bem nostálgica.

Não é o tipo de série que vai te deixar com um nó no cérebro, ela é cativante e viciante. Ela une as referências e influências de uma maneira incrível, principalmente quando se trata do mistério todo, que é a parte mais empolgante da série. Ela é completamente original na ideia. Te conquista através dos seus elementos propostos, seu mistério e suspense que é na medida certa. É aquele tipo de série quando acaba um episódio você fica com aquela sensação de CADÊ, COMO ASSIM ACABOU, UÉ, porque os ganchos são MARAVILHOSOS. 

Imagem via
  • The OA 
Imagem via

The OA é uma série norte-americana de drama, suspense e ficção cientifica, original Netflix

Conta a história de Prairie, uma adolescente cega que sete anos após o seu desaparecimento volta e o mais intrigante nessa sua volta é que ela esta enxergando, décadas depois de perder a visão e com o decorrer da história Prairie, que se apresenta como OA, aos poucos conta o que aconteceu durante esses sete anos e como ela voltou a enxergar e como esses tempo mudou sua vida. 

Imagem via

Eu assisti a série toda reclamando que ela era cansativa e não vou negar isso, realmente, The OA tem carência de falta de ritmo. Ela narra o passado e o presente e cada vez que a narração do passado é interrompida fica massante assistir. Não que isso possa ser um defeito gravíssimo, mas é bem massante em alguns aspectos na minha opinião, mas o mistério é grande e você quer saber o que afinal de contas aconteceu com ela.

É uma série complexa e desafiadora, não posso deixar de dizer também que ela é inusitada. Não é uma série que vai agradar todo mundo, ela pode surpreender, eu mesma não nego que eu só fui gostar no ultimo episódio da primeira temporada e depois de tanto criar teorias e ler sobre.

Imagem via

  • Black Mirror
Imagem via

Black Mirror é uma série britânica, que é bastante difícil de categorizar.

Cada episódio traz uma trama e um elenco diferente, mas são todas ambientadas em um futuro, e como a sociedade se tornou escrava da tecnologia. Os episódios vão abordando os diferentes aspectos desse vício e forma como as reações, atitudes e interações se adaptam a era digital e as diversas consequências que isso traz. É levado ao extremo, mas é perfeitamente possível. 

Imagem via
Quando eu assisti eu ficava refletindo muito sobre os episódios. Não existe nada como Black Mirror, é algo único que te faz sentir até um certo medo do que pode dar no futuro. Você vai refletir sobre todos os temas e você vai ter um mix de sentimentos incrível. Tem episódios que você vai do sentimento de dó ao nojo, da alegria a tristeza, mas todos sem duvidas são reflexivos.

Não existe finais felizes e tão pouco histórias bem explicadinhas. É audaciosa e coloca o dedo na feriada mesmo, sem dó e nem piedade e por mais que alguns futuros apresentados pareçam distantes demais (ou não), encontram um modo de mostrar as coisas que já vivemos e o ponto que elas podem chegar. As analogias feitas são fortes e assustadoras. 

Imagem via


E aí, quais são suas séries favoritas? Me conta aqui nos comentários e me indiquem séries novas! 

Beijos e até a próxima <3  

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

O que eu espero e quero de 2018



Iae galere,

Antes tarde do que nunca comecei o blog, pro meu primeiro post falo sobre as minhas metas e os meus desejos para 2018, participo do grupo Rede de Blogueiras Paulistas e como sugestão de post foi o que esperar do meu 2018, posso dizer que eu tô colocando bastante expectativa nesse ano e tô aqui para compartilhar com vocês minhas metas! Bora lá
  1. Faculdade: Depois de muitos e muitos anos sem saber o que eu queria pra minha vida, depois de muito pensar e mudar de opinião diversas e diversas vezes, cheguei a conclusão que Ciências Econômicas é a área que eu quero pra minha vida e pros meus caminhos e decididamente é o que eu vou fazer. Minha meta esse ano é iniciar meus estudos na área que gosto, me aperfeiçoar e crescer nessa área.
  1. Academia/Exercícios Físicos: Eu sou a pessoa mais sedentária que eu conheço na minha vida, além disso eu tenho crises asmáticas, faltas de ar constantemente e com certeza devido a não ter uma resistência boa no meu pulmão, eu acabo passando mal cada vez que tenho que andar demais ou subir uma ladeira. Em 2017 eu disse que ia pra academia e ia deixar de ser sedentária, acabou 2017 e eu não cumpri nada do que eu falei. Esse ano com certeza vai ser diferente e serei fitness kkk
  1. Cuidar da minha saúde física e mental: Uma das coisas mais importantes é a saúde, sem saúde fica muito complicado se dedicar as outras coisas, porque afinal, como se dedicar 100% aos estudos, se algo esta errado com seu corpo ou sua mente. Tanto a saúde física como a saúde mental é importante para o que quer que seja. Esse ano quero fazer um check-up geral e começar um tratamento com uma psicóloga.
  1. Tempo: Uma coisa que eu preciso aprender com urgência com toda certeza é otimizar mais o meu tempo. Acordar mais cedo, aproveitar melhor as horas do meu dia. Apesar de eu ser uma pessoa organizada, eu não tenho essa otimização de tempo, com certeza eu poderia fazer muito mais em um dia do que eu já faço e percebendo isso parei e pensei que com certeza eu preciso aperfeiçoar mais meu tempo e dormir menos kk
  1. Cursos e Palestras: Eu nunca fui muito de estudar, sempre fui muito mimada e achei que a vida era muito fácil e que eu teria as coisas fáceis e hoje vejo como isso me atrasou um pouco, mas não enxergo que é tarde demais, não mais. Em 2018 eu quero fazer diversos cursos que eu sei que vão me ajudar na minha carreira, cursos que vão me agregar e palestrar que vão me ajudar na carreira que escolhi. E isso inclui um curso de inglês também!
  1. Livros: Todo ano eu digo que quero ler mais e acabo gastando meu dinheiro comendo ou com diversas futilidades, esse ano vou me esforçar ao máximo para fazer diferente, já tenho uma ideia de alguns livros que quero ler em 2018, fora os livros da faculdade claro, quero me dedicar mais a leitura.
  1. Alimentação: Eu me alimento MUITO mal e não é exagero, boa parte das comidas que as pessoas comem, eu não como e muita coisa eu confesso que é pura falta de vergonha na minha cara. Eu quero muito passar com uma nutricionista e quero muito melhorar isso na minha vida e isso tem tudo a ver com duas as metas que estão aqui, mas minha alimentação precisa de um tópico único aqui porque não é por exagero não, é horrível mesmo minha alimentação e eu sinto o mal que isso me faz e quero que daqui uns anos eu me auto agradeça por isso!!
  1. Fazer o bem sem ver a quem: Eu penso muito que existe muitas pessoas em situações extremamente horríveis e infelizmente eu não tenho como ajudar o mundo, mas penso muito em ajudar as pessoas. Seja com comida, roupa, cuidados pessoais.. não importa como, quero em 2018 dedicar uma parte do meu tempo em ajudar o próximo.
  1. Poupança: Por ultimo e não menos importante, esse ano eu tenho que poupar mais dinheiro, eu tenho alguns objetivos a longa data e eu preciso começar do 0, então esse ano começa a jornada para os meus planos para daqui 5 anos e eu tenho tão claro na minha mente o que eu quero e vou me dedicar muito a isso também.

E essas são minhas 9 metas fixas para 2018, claro que tenho muitas outras coisas em mente, mas essas são as minhas prioridades. E as suas quais são? Me conta!! 

Beijão




Desenvolvimento por Moda e Poesias . Tecnologia do Blogger 2017.